quarta-feira, 12 de março de 2014

Pessoas que amam....

Ultimamente eu ando sentindo algo tão diferente, algo que nunca senti antes,
Eu já não sei mais se é amor, raiva ou inconformabilidade, ou uma mistura dos três,
Só sei que me incomoda, e me impede de seguir em frente, toda vez que tudo parece estar dando certo,
eu me lembro da gente, de como você era, de como me tratava.
Mas eu quero é esquecer, e tentar te esquecer já é uma forma de te lembrar, você visita meus pensamentos em momentos inesperados,
ou até mesmo quando eu penso em ser feliz sem você, talvez o que me fala sofrer silenciosamente seja o fato de ter acabo tudo tão de repente,
do nada, e eu ter recebido uma explicação tão idiota e infantil.
Talvez o amor sumiu, não por nunca ter existido, mas ter sido intenso de mais sem deixar sobrar pra depois, sinto uma dor intensa igual o amor
o diferencial é que ela mata aos poucos.
E por pior que seja, eu sei que você ainda gosta de mim, você pediu para que eu jamais sumisse da sua vida, e disse também que eu fui unica para você,
que viveu coisas comigo que jamais viveu com alguém antes, chegou a chorar comigo, que em uma escala de zero a dez, a possibilidade de você chorar sempre foi zero.
As vezes o que me deixa assim, desse jeito tão estranho, seja o fato de eu sempre ter esperança, de acreditar no amor, pelo fato de não desistir,
por me entregar, e amar quem se quer nunca soube o que é amor.

                                                                                                                     -Mariana Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário